As Melhores Jornalistas

Trajetória JK

Artigo

 

 

 

Por Danielle Ramos

 

O mito, Juscelino Kubitschek de Oliveira, nasceu na cidade mineira de Diamantina em 12 de setembro de 1902. Com o suicídio de Getúlio Vargas em 1954 começava a saga em busca da presidência da República e a União Democrática Nacional (UDN) tentaria impedir qualquer candidatura que não conviesse a sua ideologia. Porém em fevereiro de 1955 o PSD (Partido Social Democrata) homologou a candidatura de Juscelino e o PTB (Partido Trabalhista Brasileiro) a candidatura de João Goulart (Jango) para vice-presidente.

 

 

 

O slogan da sua campanha era “50 em 5”, que significava 50 anos de progresso em 5 anos de mandato, e apesar das pressões da UDN no dia 03 de outubro de 1955, Juscelino Kubitschek foi eleito presidente da República e Jango seu vice.

 

 

A partir de 1956 começaria uma etapa inesquecível na vida política do País. Juscelino tinha uma ideologia desenvolvimentista, a começar pelo Plano de Metas (50 em 5) que consistia em investir em áreas fundamentais para o desenvolvimento econômico e industrial.

 

Nonô, como era popularmente conhecido, abriu a economia para o investidor estrangeiro, atraindo principalmente as montadoras de automóveis como a Volkswagen, General Motors e Willys. As empresas se instalaram na região sudeste, por isso as oportunidades de emprego aumentaram nessas regiões, atraindo trabalhadores do Brasil inteiro. Nordestinos e nortistas saíram de suas regiões rumo a São Paulo, causando êxodo rural e fazendo com que o trabalho no campo e a produção agrícola fosse prejudicada. Para minimizar os problemas no nordeste brasileiro, Juscelino criou em 1959, a SUDENE (Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), como objetivo de promover o desenvolvimento da região. A idéia era implantar a industrialização e a irrigação na agricultura, porém o seu partido era ligado aos coronéis interioranos que impediram que a Sudene praticasse a reforma agrária, o que seria uma possível solução para minimizar as diferenças sociais.

 

Mas graças às linhas de montagem de carros, os investimentos nas estradas brasileiras ganharam impulso. O governo multiplicou rodovias, entre elas a Belém-Brasília, a Brasília-Acre, a Fortaleza-Brasília, e a Brasília Cuiabá. Foram quase 18 mil quilômetros em todo território nacional, rompendo o isolamento do Centro-Oeste e do Norte.

 

Com a arrecadação de capital adquirido com empréstimos internacionais, a idealização de transferir a capital do Rio de Janeiro para o centro do País, se tornou realidade em 21 de Abril de 1960. A cidade foi erguida em apenas 42 meses. Um deserto no cerrado goiano, Brasília, tornou-se uma bela cidade de arquitetura moderna, sinônimo de progresso. Hoje, tombada como patrimônio da humanidade.

 Biografia Cronológica/Plano de Metas/Carta de Despedida/+ Vídeos

Anúncios

1 Response to "Trajetória JK"

Jucelino ou simplesmente JK foi um dos dois melhores presidentes que este país já conheceu, perdendo apenas para o governo de Lula.Me orgulho de ter as iniciais do nome dele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

outubro 2017
D S T Q Q S S
« maio    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Blog Stats

  • 62,562 hits

Flickr Photos

%d blogueiros gostam disto: